Cidadao-Marco-Alta-32.jpg

Quem somos

 

O Cidadão do Mundo é um espaço onde gastronomia e arte se encontram. Todos os hambúrgueres da casa fazem referência a renomados artistas e, na decoração, obras de grandes pintores locais.

 

Missão

 

Nossa missão é servir comida de qualidade e proporcionar aos nossos clientes um momento especial e descontraído. Uma experiência durante a qual ele possa esquecer um pouco das adversidades do dia a dia e possa ter junto a nós um momento agradável e reconfortante.  E também proporcionar aos nossos colaboradores e pessoas que ajudam na construção da nossa marca uma relação justa, igual e humana.

 

Origem: um negócio com

a cara da minha família

 

Nasci em uma família de artistas conhecidos em Curitiba e sou formado em artes plásticas. Quando pensei em abrir um negócio, quis fazer uma fusão entre gastronomia e artes plásticas. E isso ficou mais claro quando me tornei chef de cozinha.

 

A gastronomia entrou na minha vida quando comecei a atuar como auxiliar de cozinha. Aos poucos, fui progredindo até virar cozinheiro e, consequentemente, chef. Quando alcancei esse patamar, passei a fazer minhas próprias criações e colocar aquelas ideias, que sempre estiveram em ebulição na minha mente, em um cardápio.

 

Cidadao-Marco-Alta-13_edited.jpg

Como funciona o Cidadão do Mundo

 

Como tive a chance de trabalhar em todas as áreas de um restaurante, eu tinha certeza que, quando abríssemos o Cidadão do Mundo, teríamos sucesso. E isso não apenas na parte final, de atender os clientes com excelência, mas também no dia a dia, junto com a equipe de colaboradores.

 

Sabemos como é duro trabalhar na cozinha, no salão e temos a experiência de como esse trabalho exige dedicação, esforço e reconhecimento aos que se dedicam à rotina de um restaurante. Por isso, não tem como viajar pela alma do Cidadão do Mundo sem falar das pessoas que fazem tudo isso acontecer.

 

Por que Cidadão do Mundo?

 

Cidadão do Mundo vem da ideia que a essência das pessoas transcende a geografia ou fronteiras políticas. Acreditamos que todos fazemos parte de uma grande família chamada humanidade. Por essa razão, os nomes dos pratos homenageiam pessoas ilustres, consideradas “cidadãs do mundo”.

 

Cidadãos que movem o mundo

 

Começando por mim, Fabio Ikoma (Chef) eu me concentro mais na parte de criação dos pratos e ideias do cardápio. Também estou sempre pronto pra trocar uma ideia com os clientes, aceitar críticas e sugestões para aprimorar ou mesmo criar novos pratos. Bora conversar?

 

chef.fabioikoma@gmail.com

 

A Jane, que é a matriarca da família, é conhecida por ser muito trabalhadora. É o braço e o coração do restaurante. Ela faz isso junto com o Fernão Ikoma, formado em ciências da computação, é quem faz a parte mais racional que é a parte administrativa.

 

O cidadão do mundo é família. E os amigos de infância também fazem parte da família. Nesse projeto, fazem parte o Manoel Silveira “Neto”, que é o gerente administrativo, financeiro e marketing; o Alexandre Ikoma, nosso primo-irmão, que é o gerente do salão da Unidade do Água Verde; o Rafael Ralf Schoenberger, que é o gerente da nossa unidade do Boqueirão; e o Diogo Figuel, que é o responsável pela criação de materiais gráficos.

Todos finalizados.jpg

Linha Vegana

 

A ideia de fazer uma linha vegana (sem produtos de origem animal) veio desde o início da criação do cardápio. A certeza de que precisava fazer isso veio quando eu trabalhava como chef de cozinha em um café aqui de Curitiba. Percebi que muitos clientes buscavam alimentos sem produtos de origem animal. A partir daí, começamos a pesquisar mais sobre o assunto e decidimos mergulhar de cabeça nessa ideia. Essa parte é bastante completa e devemos muito à Jane que é apaixonada por animais.

 

Cardápio: comida fresca e selecionada

 

As pessoas devem consumir nossos produtos porque eles são feitos de maneira artesanal, a partir de ingredientes frescos e selecionados. Nós gostamos de fortalecer os produtores e fornecedores da nossa região, sem falar no amor e carinho que empregamos nos nossos pratos e nas nossas criações.

 

Que tal fazer uma viagem pelos nossos sabores e experimentar lanches como o Bob Marley, a Frida Kahlo, o James Brown o Tim Maia, a Helena Kolody e muitos outros? Em nosso restaurante, essas personalidades podem compartilhar por meio dos nossos pratos o que todos tem comum e que também pode ser seu: ser um verdadeiro cidadão do mundo.